Rio 2016 | Experiência do Espectador

SOBRE

 

O Comitê Organizador Rio 2016 encarou o desafio de forma inovadora, criando um grupo de trabalho exclusivamente dedicado aos interesses do público: a área de Experiência do Espectador. A área nasceu com a missão de inspirar cada profissional envolvido nos Jogos a entregar serviços básicos excelentes, complementados por detalhes que envolvessem, apaixonassem e ficassem gravados na memória dos visitantes a cada oportunidade. Seria a primeira vez que a área existiria durante todo o ciclo Olímpico, de quatro anos. Por ser uma área nova, a mesma precisou desenvolver estratégia e metodologia próprias, embasadas em

pesquisas, nas melhores práticas e no conhecimento de seu diversificado público-alvo. Além disso, estabeleceu uma forma de governança em que todos os envolvidos atuaram de forma cooperativa, com engajamento e protagonismo.

 

Como parte do time, além da rotina de trabalho da equipe, destaque para os projetos coordenados ao longo dos dois anos na área: criação dos vídeos para ilustrar as jornadas

dos espectadores; ilustração e desenvolvimento das personas para identificar os perfis de usuários dos Jogos; coordenação dos projetos de guia e mapas para os espectadores; coordenação do workshop para geração de oportunidades inovadoras/encantadoras; monitoramento das pesquisas durante o evento; integração do centro de operações para resolução de questões operacionais durante o evento; desenvolvimento e layout do livro oficial da área.

 

Abaixo dois projetos desenvolvidos com mais detalhes: Guia e Mapas para os Espectadores.

 

Guia dos Espectadores

Por meio de um processo colaborativo, com dois anos de duração, envolvendo diversas áreas do Comitê Organizador e parceiros externos, o projeto foi coordenado de forma a consolidar os mais variados conteúdos, desde regras de esportes, calendário de competição, mapas de chegada e localização e dicas relevantes aos espectadores. Foram desenvolvidos um guia para cada esporte e cerimônia, publicados digitalmente em português, inglês e espanhol, para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

 

O projeto tinha como premissa ser acessível, tanto para os espectadores que viriam ao evento, quanto para aqueles que estariam acompanhando os eventos em qualquer parte do mundo, sempre sob a ótica da inclusão, sendo criado para ser acessado também por pessoas com deficiência visual (parcial ou total). O guia oficial foi disponibilizado para download em versão digital no site dos jogos, de acordo com o esporte e/ou instalação. Foram disponibilizados 79 guias para cada idioma, atendendo assim, o público majoriário do evento. Outros dois modelos impressos também foram desenvolvidos nos três idiomas e distribuídos localmente pelos governos responsáveis. Em parceria com a Riotur (Secretaria de Turismo da cidade do Rio de Janeiro) foi criado um livreto de bolso que consolidou todos os esportes e cerimônias, além de outros conteúdos sobre os eventos. Para as Cidades do Futebol, os guias foram produzidos em versão folder, contendo informações sobre o esporte específico e a respectiva localidade.

 

Mapas para os Espectadores

Como forma de integrar ainda mais a comunicação visual às necessidades dos espectadores nos Jogos Rio 2016, foi identificado a necessidade da criação de mapas ilustrativos para fazerm parte dos projetos de Sinalização e Guia dos Espectadores. Para os dois casos, as ilustrações a serem criadas tiveram que se adequar à identidade visual do evento e às limitações e especificidades de cada projeto. Mais de 300 versões foram criadas, considerando também as respectivas traduções em inglês e espanhol, além do português.

 

O mapa “Você está Aqui” foi desenvolvido a partir da identificação de uma oportunidade associada à sinalização de áreas de grande circulação, como os dois Parques Olímpicos e determinadas arenas esportivas. Sua função foi apresentar de forma clara e rápida estes locais, dando aos espectadores senso de direção e tempo de deslocamento, além de informações sobre os serviços disponíveis nestes locais. Já os mapas que faziam parte do projeto do Guia do Espectador tiveram que ser criados com o intuito de ajudar o usuário a se localizar dentro da instalação, assim como todos os serviços nela oferecidos e localização nas arquibancadas. Também foram desenvolvidos os mapas do entorno das instalações, que orientavam o espectador a(s) rota(s) que deveria(m) seguir para chegar até estes locais, desde a estação de transporte público, incluindo informações de acessibilidade, até a porta de entrada, de acordo com os ingressos adquiridos.

INFO

 

BRANDING | EDITORIAL | SERVIÇO

 

_experiência do usuário

_jornada do usuário

_personas

_operação dos jogos

_pesquisa

_guias

_sinalização

_mapas

 

 

Projetos desenvolvidos no Comitê Organizador dos Jogos Rio 2016

 

Fotos © Rio 2016, Getty Images, Riotur